DM #58 – Como lidar com situações difíceis

Tempo de leitura: 5 minutos

Saber como lidar com situações difíceis no trabalho é um grande diferencial pra carreira.

Recentemente passamos por alguns momentos bem complicados lá na empresa, e eu lembrei de uma história que aconteceu comigo há muito tempo atrás, no começo da carreira.

Nesse episódio do Desenvolver Mindset, vou te contar essa parada e a dica que eu usei pra transformar uma situação adversa em um grande avanço na carreira.

E mais abaixo tem a versão em texto, caso você prefira ler ou esteja sem acesso à redes de streaming.

Como lidar com situações difíceis

Eu trabalhava numa consultoria que era especialista no ramo financeiro, e fazia parte da equipe que desenvolvia um produto pra mesa de operações, muito bacana por sinal.

Como o produto ainda estava engatinhando, a empresa mantinha algumas frentes de outsourcing (alocação de profissionais nos clientes pra fazer projetos).

E de última hora, me chamaram pra fazer um desses trabalhos. Imagino que era pra tapar um buraco, ou talvez aquelas demandas que a consultoria pega pra fazer média com o cliente.

Era um projeto bem pequeno, 2 semanas de trabalho. Só tinha um detalhe: o projeto era em uma tecnologia que eu nunca tinha ouvido falar.

Aceitar um desafio ou entrar numa gelada?

Eu tinha que usar um software chamado Business Objects. Talvez você conheça, talvez não, mas sendo bem simplista, era um software pra criar relatórios, fazer análises de BI, essas paradas.

Como eu era novo na empresa, eu aceitei e fui sem pensar muito. Chegando no cliente, um outro cara (que também não sabia muita coisa) me deu um overview de 1 hora e foi embora.

E eu fiquei lá, olhando pra tela, sem saber direito o que fazer…

No final dia, me senti desconfortável com a situação, e pensei em ir lá pra consultoria. Ia dizer que eu não ia dar conta, e não queria mexer com uma tecnologia que não tinha nada a ver com o que eu planejava pra minha carreira.

Aí eu acordei no dia seguinte e, de cabeça fria, fiquei pensando:

“Pô, eu tô muito negativo. Tenho que encarar como uma oportunidade de aprender coisas novas, ver coisas diferentes. E se eu for bem, provavelmente fico com um crédito na empresa!”

Essa mudança de mindset fez toda a diferença.

Resolvi não ir pra empresa reclamar, e voltei pro cliente. Aprendi muito sobre modelagem de dados, otimização de consultas e até comecei a gostar do Business Objects.

Passei o resto do tempo trabalhando feliz, porque virou um desafio divertido. Consegui atender os requisitos, entreguei o projeto, e o cliente ficou bem satisfeito.

No fim, aumentei o meu repertório e a minha reputação na empresa melhorou, a liderança passou a me ver com outros olhos.

E por que eu tô contando essa história?

Porque na nossa profissão essa situação é muito comum.

Mesmo que você ame o que faz (o que já é raro), em algum momento vai ter que fazer uma tarefa chata, mexer naquele software zuado sem saber direito como funciona, desenrolar aquele trabalho que ninguém quer fazer.

Não tem jeito.

E nessa hora, você tem duas opções:

Pode encarar de forma negativa, como se fosse um fardo. E quando você pensa assim, tudo fica mais difícil, dá preguiça de fazer, e parece que não vai acabar nunca.

O primeiro indício desse mindset é começar a xingar. Você fica de mau humor, começa a praguejar, dizendo que essa atividade é uma merda e não serve pra nada.

Aí o trabalho não flui, as coisas não dão certo, você fica mais irritado, xinga mais, se irrita mais… Você fica nesse loop até terminar ou encher o saco e pedir pra fazer outra coisa.

Infelizmente, essa é a opção que a maioria das pessoas escolhe.

A outra opção é encarar de forma positiva, como se fosse um desafio que você precisa vencer pra seguir em frente.

Quando você seta esse mindset, acontece uma coisa muito doida: você começa a se interessar pela tarefa.

Pra conseguir superar o desafio de mexer com algo que não conhece, você vai sentir a necessidade de aprender mais sobre aquilo.

E todo mundo gosta de aprender, porque todo mundo gosta de sentir que está evoluindo.

Talvez você conheça algumas pessoas que parecem não gostar muito de estudar e aprender, mas na maioria dos casos elas só precisam da motivação certa.

E a sensação do desafio pode criar essa motivação.

Além disso, encarar uma situação difícil com positividade vai deixar a coisa mais leve, e vai deixar você mais leve.

Concluindo…

Não tem como fazer um bom trabalho quando você não está se sentindo bem.

Claro que eu não tô dizendo que você não pode resmungar, que precisa ser feliz e positivo a todo momento, um smiley ambulante.

Eu também tenho os meus momentos de ranzinza e mau humor, todo mundo tem.

Mas na próxima vez que você tiver que:

  • Fazer uma tarefa que não gosta;
  • Mexer com uma tecnologia nova sem ter tempo pra se preparar; ou
  • Pegar aquele trabalho que ninguém quer fazer.

Pergunte-se antes de começar: como eu quero encarar essa dificuldade?

Sempre que eu me lembro de aplicar essa dica, o resultado é incrível, e eu evoluo muito profissionalmente.

Experimenta, deixa um comentário aí embaixo, e me conta como foi. Tenho certeza que vai fazer toda a diferença pra você também.

Ah, e se quiser que esse conteúdo alcance mais pessoas, assina o canal do Desenvolver Idéias no YouTube e clica em “gostei” no vídeo!

Abraço!